quinta-feira, 19 de novembro de 2009

O primeiro passo para a liberdade financeira


Você já parou para pensar o que aconteceria hoje com sua família se seu provedor financeiro maior – quer seja seu marido, você ou ambos – adoecesse e não pudesse trabalhar?
Para avaliar sua situação atual é importante se fazer a seguinte pergunta: por quanto tempo você poderia manter o mesmo padrão de vida apenas com as economias que tem?
Essa estimativa é importante, pois, excetuando-se os grandes herdeiros, a maioria das famílias brasileiras vive de salário. E quem vive de salário – ou seria sobrevive? – depende única e exclusivamente de sua capacidade física para trabalhar ou da permissão de outro para permanecer trabalhando. Ou seja, estas pessoas delegam este aspecto tão importante de sua vida ao acaso (saúde) ou ao desejo alheio (patrão). E assim, perdem o controle sobre sua própria vida. Assim, é praticamente suicídio depender unicamente de um salário – por melhor que seja seu emprego hoje.
Existem duas formas de sair desta situação e acredito ser este o primeiro passo para ser financeiramente livre. Uma forma é bem fácil, porém, nada segura e a outra é mais trabalhosa, porém, com retorno garantido. A forma fácil é também simples: aposte na sorte! Aposte que você terá sempre saúde para trabalhar, aposte que seu emprego não será perdido independente da crise financeira que se estabeleça no mundo, aposte que você nunca será substituída por um profissional mais jovem. Aposte na sorte! Mas lembre-se que isso é como brincar de roleta russa: não foi dessa vez mais, quem garante que não será na próxima rodada?
A outra opção é: INVISTA! Pensar em investimentos a princípio pode parecer assustador. São inúmeros os mitos que rondam este tema e são passados de geração a geração. Quem não conhece alguma historia de quem investiu e perdeu tudo? Quem nunca ouviu falar que investir em ações é um jogo de sorte? Quem nunca ouviu no jornal falar em crise econômica mundial – tão famosa desde o ano passado – e grandes perdas de capital? Quem nunca recebeu o seguinte conselho: poupança é a única opção segura de investir? Esses e outros mitos têm sido passados geração após geração e na sua maioria foram criados num outro contexto econômico em nosso país. Atualmente investir no Brasil, seja em renda fixa ou renda variável, é um negócio seguro sim. É verdade que existem riscos como em qualquer tipo de transação mas esses riscos podem ser mínimos ou ao menos conhecidos e antecipados. É o conceito aparentemente contraditório, porém, muito verdadeiro de risco controlado – ou risco seguro, como eu costumo dizer.
A grande verdade é que existem diversas opções de investimento e cada uma delas apresenta características pré-determinadas que, quando conhecidas e avaliadas, tornam as opções de investimentos bastante seguras e atraentes – devo acrescentar. Mais isso fica para um outro momento. Acredito que já temos muito sobre o que pensar hoje. Avalie sua situação atual, pense sobre o que discutimos e principalmente imagine como você quer que seja seu futuro. Descarte a opção ”contar com a sorte”! Esse é o primeiro passo para ser financeiramente livre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário